Cianorte

28/08/2020

Crédito Rural: Compra de máquinas agrícolas pode ser financiada com desconto com programa do Governo do Estado

É no segundo semestre que começa mais uma nova safra. E com ela, é preciso ter um bom planejamento de preparo do solo, plantio, tratos culturais e colheita. Muitos produtores buscam se modernizar e procuram boas ofertas de maquinário agrícola. Mas, com o aumento do dólar, que soma 20% no acumulado de 2020, as principais companhias de máquinas agrícolas anunciaram que os preços dos equipamentos podem subir para mitigar os custos com câmbio. Para pequenos produtores, se o aumento se concretizar, torna-se difícil o investimento em máquinas em meio a uma pandemia.

Por isso, linhas de créditos rurais são essenciais para garantir o acesso do pequeno produtor rural à modernização e a possibilidades de investimentos em sua propriedade. Pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), é possível financiar máquinas na linha Mais Alimentos com juros que vão de 2,75% a.a. a 4% a.a..

Aqui no Paraná, o produtor rural encontra mais uma vantagem. Além do Pronaf, o Programa Trator Solidário proporciona mais redução de juros no empréstimo de valores. O programa é administrado pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento e operacionalizado em parceria com Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – IAPAR-EMATER, Fomento Paraná, agentes financeiros oficiais, cooperativas de crédito e fabricantes de implementos, equipamentos e tratores.

Os produtos adquiridos por meio desse programa têm redução entre 15% e 20% no valor em relação ao preço de mercado. O prazo de financiamento é de até sete anos com 14 meses de carência.

Na regional do IDR-Paraná de Cianorte, no noroeste do Paraná, desde o início do programa, foram entregues 99 tratores e 5 colheitadeiras, que somaram R$ 8.389.356,00 em valores financiados, segundo dados da SEAB/DERAL.

Norberto Cavalari Júnior é um dos produtores rurais que compraram máquinas por meio do programa. Ele escolheu uma colheitadeira New Holland modelo TC 5070, que, no mercado, tem preço inicial de R$ 250 mil. A máquina chegou no começo da safra 2019/2020 e ajudou bastante, já que até então o produtor não possuía nenhuma colheitadeira. “Foi bom por não ter que pagar nenhum tipo de serviço para terceiros e ainda colhi a safra no dia ideal. Foi um processo de compra rápido. Dentro de quatro meses, eu estava com a máquina nas mãos e atualmente eu estou fazendo um excelente uso do equipamento na propriedade”, comenta feliz o seu Norberto.

O extensionista do IDR-Paraná em Cianorte, Edson Tampelini, explica que “a elaboração dos projetos de financiamento para aquisição de maquinário e implementos para produtores que se enquadram no Pronaf são elaborados em duas etapas. Na primeira, é feito um pré-projeto, o qual é avaliado pelo Comitê Gestor do Programa em Curitiba e sendo aprovado, passa para a segunda etapa, que consiste na elaboração do projeto técnico para a liberação do recurso para a aquisição do bem”.

Segundo Roberto Corredato, gerente do IDR-Paraná em Cianorte, “o Trator Solidário é um programa de política pública do Estado que disponibiliza aos produtores rurais condições de acessibilidade, promovendo a utilização da tecnologia na agropecuária por meio de máquinas e equipamentos adquiridos com menor preço de mercado e amortização das prestações. O aumento na produtividade torna-se evidente na região a partir das aquisições dos tratores e colheitadeiras pelos produtores. Isto reflete na fixação do homem no campo, evitando o êxodo rural e contribuindo assim com a sucessão familiar”, diz Corredato.

Ainda no Noroeste do Estado, mais produtores se beneficiam do programa. Em Mamborê, a parceria do IDR-Paraná com o Banco do Brasil e com a New Agro proporcionou que o produtor rural Silas Murback Mira pudesse receber a nova máquina agrícola por meio do Trator Solidário.

Os extensionistas do IDR, Luiz Vanderley da Silva e Paulo Cesa, que elaboraram o projeto, explicam que, entre os objetivos do Programa, estão a modernização da agropecuária, com máquinas novas, diminuição da penosidade do trabalho aos agricultores familiares e a melhora da proteção em relação às intempéries climáticas e na aplicação de defensivos agrícolas, com tratores cabinados.

“Este é um programa que vem de encontro às aspirações dos produtores de alimentos do Paraná, que buscam modernizar suas atividades com eficiência e sustentabilidade na condução de seus empreendimentos. O IDR-Paraná está presente no processo como mola propulsora ao selecionar os produtores de forma correta e elaborando seus projetos, com agilidade e presteza, e sem custo ao mutuário”, conclui Cesa.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.