Curitiba

19/08/2020

Senar-PR e IDR-Paraná estreitam parceria para ampliar o alcance do Manejo Integrado de Pragas da soja

O Paraná é uma referência nacional no trabalho de Manejo Integrado de Pragas da Soja (MIP). A prática demonstrou ser possível reduzir a aplicação de agrotóxicos, mantendo-se a produtividade das lavouras.  Esse trabalho só é possível graças às parcerias estabelecidas entre o IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná com a Embrapa-Soja (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e o Senar-PR. (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural).

Há seis safras o projeto de Manejo Integrado de Pragas da soja (MIP) vem demonstrando que é possível reduzir em até 50% as aplicações de inseticidas nas lavouras. Na última safra os extensionistas acompanharam 255 Unidades Demonstrativas nas quais o MIP foi colocado em prática.

Para em ampliar o alcance dessa tecnologia,  o IDR-Paraná e Senar-PR realizaram um encontro, no último dia 10, para aproximar as ações na organização e condução do curso de Inspetor de Campo em MIP-Soja, promovido pelo Senar-PR. Os extensionistas vão organizar e acompanhar as turmas. Caberá ao Senar-PR oferecer instrutores e materiais para os participantes do curso.

Para a safra 2020/2021 está prevista a formação de até 80 turmas de inspetores de campo. Os agricultores que passarem por esse curso serão capazes de diferenciar insetos benéficos à lavoura, que fazem o controle natural das pragas, daqueles que podem provocar prejuízos. Eles também aprenderão a reconhecer  os níveis de ocorrência de pragas que exigem medidas de controle.

As restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus levou o Senar-PR a organizar as aulas teóricas do curso via on-line. As demais atividades serão desenvolvidas em grupos reduzidos de participantes, com a adoção de protocolos de cuidados sanitários, visando a segurança dos agricultores. Os cursos terão início entre o fim deste mês e início de setembro. Interessados devem procurar informações nos sindicatos rurais do seus municípios ou nos escritórios do IDR-Paraná.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.