Campo Mourão

06/07/2020

Criadores de Roncador e região recebem reprodutores da raça Boer

Um grupo de caprinocultores de Roncador, Mato Rico e Iretama recebeu seis reprodutores da raça Boer, no último dia 30 de junho. Os animais foram doados pelo programa de fortalecimento da Ovino/Caprinocultura do governo do estado. Este é o segundo ano consecutivo que os criadores conseguem animais para melhorar o plantel. No ano passado foram distribuídos oito reprodutores na região. Com a introdução da raça Boer já é possível observar ganhos de produtividade. O rendimento da carcaça que era de 40% saltou para 50%. O acabamento das carcaças também melhorou, além de se observar um aumento da precocidade os animais, o que torna a atividade mais lucrativa para os produtores.

O programa de fortalecimento da Ovino/Caprinocultura é desenvolvido desde 2006 pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab) em conjunto com o IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater) e a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). O programa busca o aprimoramento do padrão genético do rebanho para a produção de carne, além de incentivar a organização da cadeia produtiva dos ovinos e caprinos no estado.

A Secretaria Municipal da Agricultura de Roncador deu apoio aos produtores, buscando os animais em Pato Branco. De acordo com Carina Bach, responsável pelo IDR-Paraná, já é possível notar que os produtores da região estão encarando a caprinocultura com mais profissionalismo. Segundo a extensionista, os criadores estão investindo na atividade, com a introdução de reprodutores Boer, além de buscarem capacitação. A organização também está se fortalecendo. Atualmente a Associação de Caprinocultores/Ovinocultores do Faxinalzinho e Can Can conta com 14 associados. Carina ressalta que por enquanto cada criador tem seus compradores no mercado local. No entanto, ela acredita que à medida em que a produção crescer será necessário voltar as atenções para a comercialização dos caprinos.

“A ovino/caprinocultura tem crescido em Roncador e nos municípios vizinhos. E vem se mostrando uma atividade promissora.  É mais uma alternativa de renda para os produtores rurais que, diversificando as explorações na propriedade, evitam se tornarem reféns de uma só atividade. A caprinocultura pode viabilizar a vida das famílias rurais, além de contribuir para a permanência do produtor no campo. Com mais renda ele pode permanecer no meio rural e oferecer mais qualidade de vida para sua família”, destaca Carine.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.