Campo Mourão

06/09/2019

Horticultores de Janiópolis e Boa Esperança conhecem o sistema de cultivo mínimo de hortaliças

O mercado de hortaliças vem sofrendo constantes mudanças nos últimos anos, a mais nova alteração foi a assinatura, no dia 03 de setembro, pelo governador Ratinho Júnior, do decreto que regulamenta a lei que institui a Merenda Escolar Orgânica. Além disso, o mercado consumidor tem demandado cada vez mais hortaliças orgânicas, sobretudo devido à qualidade e segurança desses produtos. Os produtores paranaenses estão de olho nesse mercado e muitos estão adotando a agricultura sem produtos químicos.

Para permitir uma transição saudável do sistema convencional para o sistema orgânico, o Instituto Emater promoveu uma reunião prática com produtores de hortaliças dos municípios de Boa Esperança e Janiópolis, visando apresentar o cultivo mínimo de hortaliças. Tiago Hachmann, do Instituto Emater de Janiópolis, explicou aos agricultores as principais características  e benefícios do sistema de cultivo mínimo. Ele informou que essa prática consiste basicamente em plantar um adubo verde na área destinada às hortaliças e fazer a roçada quando a planta estiver desenvolvida. Os restos vegetais vão  formar uma cobertura para o solo. em seguida as hortaliças são cultivadas.

 A principal vantagem do cultivo mínimo, segundo Hachmann, é que o sistema reduz a temperatura do solo no verão, bem como as perdas de água. Outro benefício é a  redução da incidência de doenças e plantas espontâneas nos plantios. O cultivo mínimo também permite  um considerável aumento do teor de matéria orgânica do solo. Hachmann acrescentou que para os produtores outro ganho é que a cobertura com adubo verde evita o contato das folhosas com o solo, melhorando a aparência das hortaliças.

O extensionista também informou que a prática do cultivo mínimo de hortaliças é menos complexa que o sistema de plantio direto de hortaliças, facilitando a implantação por parte dos produtores, já que não exige maquinário específico. "O objetivo do cultivo mínimo é reduzir a dependência de produtos químicos, permitindo implantar sistemas mais sustentáveis de produção, culminando com a conversão para o sistema orgânico de produção", observou o Hachmann.

Os extensionistas do Instituto Emater da região de Campo Mourão estão levando essa prática para agricultores de Janiópolis, Engenheiro Beltrão, Iretama e Ubiratã.  Em cada município foram formados grupos de produtores que serão assistidos sistematicamente para a conversão gradual do sistema de produção. Em Janiópolis três, dos vinte produtores de hortaliças já implantaram o cultivo mínimo. A produção se destina sobretudo ao comércio local e aos mercados institucionais (Programa de Aquisição de Alimentos e Merenda Escolar)

Fonte – Instituto Emater - unidade municipal de Janiópolis –
Fone: (44)3553-1530
e-mail: janiopolis@emater.pr.gov.br
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.