Paranaguá

11/07/2019

Agricultores de Morretes participam de oficinas de Saneamento Rural

Manter a capacidade produtiva dos recursos naturais, com base na gestão de microbacias hidrográficas é o objetivo do Programa de Gestão de Solo e Água em Microbacias que vem sendo executado pelo governo do estado em todo o Paraná. Em Morretes 56 famílias do Assentamento Nhundiaquara foram beneficiadas pelo programa.

A extensionista Ruth Ribeiro Pires, da Emater de Morretes, acompanha o trabalho que é feito na comunidade. Uma das atividades desenvolvidas no assentamento recentemente foi um curso sobre o Sistema de Plantio Direto de Hortaliças que reuniu 63 agricultores. Esta prática já vem sendo adotada na Região Metropolitana de Curitiba e começa a ser aplicada no litoral. Segundo os extensionistas, a técnica contribui para a conservação de solos e água, além de possibilitar a migração da agricultura convencional para o cultivo sustentável.

As famílias beneficiadas pelo programa receberam sementes de adubo verde (mucuna) e adubos orgânicos. Também foi feita a limpeza de 10 km de drenos nas propriedades. Os agricultores receberam kits de saneamento rural para que possam implantar o sistema de tratamento de efluentes por zona de raízes. Foram realizadas duas oficinas, com 51 agricultores, nas comunidades Central e Colônia Marques sobre o assunto. O trabalho no assentamento continua e prevê visitas mensais dos extensionistas aos produtores para acompanhar a aplicação de recursos do programa. A intenção dos extensionistas é impulsionar o desenvolvimento do assentamento e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida das famílias que ali vivem.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.