Toledo

08/07/2019

Workshop discute agroindústria em Mercedes

A legislação que regulamenta o funcionamento das agroindústrias é repleta de detalhes. Há exigências para instalar uma pequena fábrica, para o uso de equipamentos e até mesmo para as embalagens dos produtos. Este é o tema que estará em debate no 1º Workshop da Agroindústria Familiar, em Mercedes, no próximo dia 10 de julho.  As boas práticas de fabricação de alimentos também estarão no centro dos debates. O workshop é promovido pela Prefeitura de Mercedes e Instituto Emater e contará com a participação de produtores da região de Toledo e diversos especialistas no assunto.

Em Mercedes os técnicos do Instituto Emater prestam assistência a 15 agroindústrias. De acordo com a extensionista Márcia Lawich, apenas duas estão regularizadas, o restante está em processo de regularização ou se adaptando à legislação. A extensionista explicou que num levantamento recente sobre as agroindústrias do município, o que se verificou foi a existência de muitos empreendimentos agroindustriais, com potencial para melhorar a renda das famílias, e a falta de informações sobre o segmento. O resultado é que muitos produtores acabam perdendo mercado por não atenderem às normas legais. Márcia acrescenta que a agroindústria é uma importante fonte de renda para essas famílias. "A atividade fortalece a economia do município e da região. O produtor vende aqui e gasta o dinheiro aqui mesmo", conclui.

Márcia destaca que a agroindústria também é fator que contribui para fixar as famílias no meio rural. "O produtor pode trazer outras pessoas da família para a propriedade. Pensando na sucessão familiar, um filho que está morando fora pode voltar e ajudar a família com sua agroindústria. A atividade exige mão de obra", acrescentou a extensionista.

Para melhorar a produção agroindustrial de Mercedes, os extensionistas vêm fazendo cursos dirigidos aos produtores. O workshop, no próximo dia 10, faz parte dessa estratégia de capacitar os agricultores e transformá-los em empreendedores. A conversa dos técnicos vai girar em torno das leis de inspeção sanitária e clandestinidade; organização, produção e comercialização dos produtos; uso dos recursos do Pronaf em projetos de investimento e custeio de agroindústria; gestão de empreendimentos e o risco de mercado.

Durante o workshop serão realizadas rodas de conversa para a troca de experiências. Assim, o produtor terá a chance de dizer como resolveu seus problemas, ou encontrar a solução para alguma dificuldade que está encontrando em sua propriedade. O workshop começa às 9h, no anfiteatro da Igreja Católica, na próxima quarta-feira (10). 
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.