Emater

14/05/2019

Calendário dos Fóruns Regionais: “Paraná Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação”

O Estado do Paraná é o maior produtor de proteína animal do país, e o que mais agrega valor à produção rural.

Para que novos e valiosos mercados possam ser prospectados, aumentando a participação global do agronegócio paranaense, muitos trabalhos estão sendo desenvolvidos para que o Paraná alcance um novo status sanitário em relação à Febre Aftosa: “Livre de Febre Aftosa sem vacinação”.

O reconhecimento do Paraná como zona livre de febre aftosa sem vacinação pode colocar o estado em outro patamar global como fornecedor de proteínas animais. A partir da conquista deste novo status sanitário, o Paraná poderá buscar novos mercados que pagam mais pela qualidade da carne.

Apesar da vacina contra a febre aftosa ser aplicada em bovinos e bubalinos, os impactos se refletirão em todas as cadeias de proteínas animal e vegetal, principalmente na avicultura e suinocultura, atividades nas quais o Paraná é referência nacional.

Depois de duas auditorias, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento entendeu que o Paraná reúne condições de suspender a vacinação e alcançar o novo status.

Por outro lado, o novo status trará algumas mudanças, principalmente no trânsito interestadual de animais de produção, como a proibição do ingresso de animais vacinados no Estado.

De modo a envolver e mobilizar as principais entidades do setor agropecuário sobre o reconhecimento do status de Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação, o Governo do Estado do Paraná promoverá 06 (seis) Fóruns Regionais que apresentarão as principais mudanças no sistema de vigilância para febre aftosa após a suspensão da vacinação, cujos calendários, locais e programação estão a seguir:

Dia 14 de maio - Centro de Eventos de Paranavaí, Av. Dep. Heitor Alencar Furtado, 3260, Paranavaí - PR.
Dia 15 de maio - Centro de Eventos do Parque Arthur Hofig, BR 369, km 83, Cornélio Procópio - PR.
Dia 21 de maio - Unicentro campus Santa Cruz, Rua Salvatore Renna, 875, Guarapuava - PR.
Dia 22 de maio - Sociedade Rural de Pato Branco, Rua Benjamin Borges dos Santos, 1121, Pato Branco - PR.
Dia 23 de maio - Anfiteatro Emir Sfair, Rua Fortunato Beber, 987, Cascavel - PR.
Dia 29 de maio - Auditório Mario de Mari, Av. Comendador Franco, 1341, Curitiba - PR.

A programação é a mesma nos seis eventos:

Das 13h às 14h: Recepção e acomodação dos participantes.
Das 14h às 14h30: Palestra: “Saiba o que muda após a suspensão da vacina contra febre aftosa” por Rafael Gonçalves Dias – Gerente de Saúde Animal da Adapar.
Das 14h30 às 15h: Palestra: “Por que o Paraná deve parar de vacinar?” por Elias José Zydek – Diretor Executivo da Frimesa.
Das 15h às 16h: Espaço aberto para autoridades.
 
O público alvo dos fóruns são: pecuaristas; entidades e lideranças do setor agropecuário no Estado; representantes dos poderes executivos e legislativos, nas esferas federal, municipal e estadual; entidades de classe; representantes e estudantes de instituições de ensino superior e médio em ciências agrárias; empresas de planejamento; empresas, órgãos e técnicos do setor agropecuário (público e privado).

Em maio o Paraná está realizando a campanha nos bovinos e búfalos de até 24 meses, e a dose é de 2 ml. A campanha de vacinação vai até o dia 31 de maio, depois será suspensa a imunização em todo o estado.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.