Paranavaí

24/04/2018

Gestão da pecuária leiteira foi tema central nos debates técnicos da Copleite

A pecuária de leite tem grande importância econômica para a região Noroeste do Estado. Para muitos produtores, a atividade é uma fonte mensal de renda, além de significar oportunidade de oferta de trabalho e emprego no meio rural. A criação de gado leiteiro está entre as seis principais atividades econômicas responsáveis pela composição do valor bruto de produção dos 24 municípios da região de Paranavaí.

O produtor de leite cada vez mais precisa ter uma postura profissional, gerir de forma precisa os seus recursos produtivos, tomar decisões certas, com base em informações geradas na sua propriedade, para que o seus objetivos sejam atingidos. Ou seja, para que o seu negócio leite tenha eficiência técnica e econômica. Esse assunto –A Gestão– foi, por isso, uma das dinâmicas técnicas organizadas pela Emater na IV Copleite, que aconteceu em Loanda, 19 e 20 de abril de 2018, no parque de Exposições do Município.

A Copleite é uma promoção da Copagra e Emater. Os organizadores afirmam que a intenção do evento é motivar os produtores para que adotem um sistema de produção sustentável, mais rentável e competitivo. Além disso, os extensionistas promovem o intercâmbio entre produtores de leite, a difusão de novas tecnologias para a atividade e exposição de empresas que atuam na cadeia de suprimentos do leite.

A cadeia produtiva do leite é uma atividade prioritária nos trabalhos extensionistas na região de Paranavaí, além de ser prioritária também nas ações do Território Encontro das Águas –Codetea.

A região de Paranavaí tem atualmente cerca de 3 mil produtores de leite e a produtividade média do rebanho fica entre 7 e 8 litros/animal/dia. “Essa média e a consequente rentabilidade pode ser melhorada, porque temos tecnologia para ir muito além“, observou Edosn Siquerolo, zootecnista da Emater. Para ele, a boa gestão da propriedade de leite considera a produção de forragem, a nutrição por mérito, os cuidados na criação, a boa saúde e reprodução, a qualidade do leite, o melhoramento genético, o crédito e o planejamento da atividade. Decisões erradas causam desequilíbrio no sistema de produção levando à redução nos resultados técnicos e econômicos.

Durante a IV Copleite, 819 produtores, de 38 municípios, participaram das dinâmicas técnicas sobre a gestão da pecuária de leite; manejo pré-parto; controle de formigas cortadeiras; doenças reprodutivas; manejo da cerca elétrica; e uso da homeopatia na saúde animal. Eles também participaram da mostra e julgamento de bezerras e de 26 novilhas das raças Jersey e Holandesa, de 11 produtores de leite da região de Paranavaí.

Fonte:
José Antônio Azevedo Osório
Médico Veterinário/Coordenador Regional
Emater/Loanda
Fone: (44) 3425-3456 / (44) 99975-1564
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.