Ponta Grossa

05/03/2018

Emater apresenta tecnologia para pequeno produtor melhorar renda das culturas de milho e feijão

Cerca de 1,6 mil agricultores atendidos pela Emater, através do Projeto Centro-Sul de Feijão e Milho, participam, nesta semana, de terça-feira a sexta-feira, em Ponta Grossa, da XIX Semana de Campo de Feijão e Milho. O evento, realizado em parceria com o Iapar, Syngenta, IAC e Embrapa, vai mostrar de forma prática aos participantes novas cultivares de milho e feijão, indicadas para o plantio da próxima safra, tecnologias para dar mais eficiência  aos tratamentos químicos realizados sobre as plantações e soluções para melhorar a conservação do solo e da água nas propriedades.

A Semana de campo faz parte das atividades programadas pelo projeto Centro-Sul de Feijão e Milho, desenvolvido em cerca de 40 municípios paranaenses envolvendo cerca de 2 mil famílias de pequenos produtores rurais. Trata-se de uma ação, iniciada há cerca de 20 anos, que está ajudando a viabilizar de forma econômica e ambiental essas duas culturas tradicionais da agricultura no Estado.

A Emater orienta as famílias atendidas através de atendimento direto nas propriedades rurais ou com reuniões e encontros técnicos no campo, eventos que acontecem em lavouras demonstrativas conduzidas com a colaboração dos agricultores.

O balanço do trabalho conduzido na safra 2016/2017 dá uma ideia da importância da iniciativa. No caso da cultura do milho, os produtores atendidos pelo projeto atingiram na colheita a produtividade média de 9,6 mil quilos de grãos por hectare, contra a média estadual de 6,1 mil quilos por hectare no mesmo período. Os produtores de feijão atendidos pela Emater chegaram a uma produtividade média de 2,6 mil quilos por hectare, enquanto que a média paranaense ficou na casa dos 1,5 mil quilos por hectare.

A Semana de campo acontece na Estação Experimental da Fundação ABC, em Ponta Grossa, entre 6 e 9 de março. Informações pelo telefone (42) 3228 3700.

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.