Emater

05/01/2018

Sucessão na atividade leiteira – Caminhos de sucesso.

O futuro da agricultura passa por alguns temas que são objeto de discussão nas Universidades, Instituições de Pesquisa, Extensão Rural e organizações representativas dos agricultores ( Cooperativas ,Sindicatos e Associações). Algumas questões contemporâneas passam por Empreendedorismo, Sucessão Familiar, Agricultura de Precisão e Tecnologia de Informação (TI) no processo de gestão da propriedade.
O grupo Agripoint através do seu veículo especializado Milk Point – www.milkpoint.com.br, iniciou em 2017 um debate sobre sucessão na cadeia produtiva do leite, coletando experiências em vários estados. O Instituto Emater colaborou nesse processo com duas experiências:

Condomínio Pizzolatto: um exemplo de sucessão familiar sem conflitos que mostra como o processo associativista Condomínio Rural foi a base jurídica para o funcionamento harmônico entre os atores da produção na propriedade.

https://www.milkpoint.com.br/cadeia-do-leite/giro-lacteo/condominio-pizzolatto-um-exemplo-de-sucessao-familiar-sem-conflitos-106292n.aspx.


A segunda [Vídeo]: "o processo de sucessão familiar é uma das melhores formas de otimizar um negócio"

Atualmente, os dois filhos de Vilmar trabalham na propriedade e, para ele, o processo de sucessão familiar é uma das melhores formas de otimizar um negócio, não somente pela transição de gerações, mas também por todo o processo. "Me sinto muito orgulhoso em ter dois filhos trabalhando comigo e melhor ainda: dentro de um negócio familiar. Temos que ser parceiros dos nossos filhos, fazer as atividades juntos e inclusive, comemorar aniversários e outras festas em geral. Um dos segredos é deixar os seus filhos à vontade para decidirem qual atividade escolher e, se eles optarem pelo negócio familiar, precisam participar das decisões, afinal, fizemos um compromisso juntos", destacou. Acesse o conteúdo em www.milkpoint.com.br/cadeia-do-leite/giro-lacteo/
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.