Emater

07/12/2017

Editora Bota Amarela , Instituto Emater e Parceiros contam experiências da extensão rural do Paraná.

O Anuário Brasileiro da Agricultura Familiar atinge a sua sexta edição e se consolida como um material de pesquisa consulta e diagnóstico do setor em todo o país. A cada publicação, novos assuntos são incorporados aos tradicionais temas já abordados, como políticas públicas, crédito rural, cooperativismo, turismo rural, grãos, criações, fruticultura e floricultura, máquinas e equipamentos, dentre outros. Assim, agricultores familiares de Norte a Sul do Brasil contam sobre suas atividades, suas experiências e mostram como a agricultura familiar dá certo.

Nestas páginas, o leitor tem informações exclusivas sobre o que ocorre no setor, sempre com amparo dos profissionais das empresas de assistência técnica e privadas, pesquisadores e instituições de ensino. Para traçar fala dos protagonistas desta classe, apresentando casos de sucesso das famílias que residem no meio rural, e que, se servindo das políticas públicas como o Programa Mais Alimentos, conseguem comercializar sua produção nas feiras de produtores e escolas.

Apresentamos também o sistema orgânico e agroecológico com o intuito de mostrar que é possível aliar a este modelo a produtividade. Cultivar alimentos orgânicos e agroecológicos reflete positivamente para quem planta, consome e para o meio ambiente. A área cultivada, segundo o Organics Brasil, já aumentou 20% nos últimos dois anos no país e as regiões Nordeste e Sul compõem quase 50% de todas as unidades produtivas certificadas no território brasileiro.

Ao longo destes últimos meses o empenho da nossa equipe se deu no sentido de buscar e apresentar as melhores histórias, com o propósito, sempre, de incentivar os agricultores familiares e como forma de agradecimento pelo trabalho que desenvolvem. Desejamos ainda que sirvam de espelho para que os agricultores familiares consigam enxergar a sua importância perante o mundo e, com isso, sigam sempre em frente! 
O Paraná participa dessa edição com 9 experiências que numa versão impressa com cem mil exemplares distribuídos de forma gratuita em todo o território nacional contribuiu para o alcance dos objetivos do anuário.

Hélio Rubem Corrêa da Silva
Diretor do Anuário Brasileiro da Agricultura Familiar.


Instituto Emater e Parceiros Protagonistas do Desenvolvimento

Seguindo o IBGE – 2006) o Paraná tinha 371.051 estabelecimentos rurais sendo 302.907 (82 % do total) constituído de agricultores familiares ocupando 4.249.882 hectares (28% do total). 780.318 pessoas eram ocupadas nas atividades agropecuárias com um valor bruto da produção de 43% do total.
A gestão é compartilhada pela família e a atividade produtiva agropecuária é a principal fonte geradora de renda. O agricultor familiar tem uma relação particular com a terra, seu local de trabalho e moradia.

No Paraná a agricultura familiar responde por 76% da produção de feijão preto, 67 % da produção de leite e 65% da produção de mandioca. Nas atividades em parceria com as agroindústrias tem participação importante nas cadeias produtivas de aves, suínos e peixes. Na fruticultura e olericultura e produção agroecológica a agricultura familiar se faz presente.

Responsabilidades e ações

O Instituto Emater há 61 anos é responsável pela política pública de assistência técnica e extensão rural oficial no Paraná. Tem como missão Promover o desenvolvimento rural sustentável, coordenando, articulando e executando Assistência Técnica e Extensão Rural em benefício da sociedade paranaense.
A extensão rural oficial celebra o passado de olho no fruto. Foram anos de dificuldades, conquistas e desafios que se renovam a cada dia. De um tempo de mudanças profundas e transformadoras, no campo e na cidade, com participação decisiva da extensão rural. Em um estado que tem na agricultura e pecuária sua maior vocação, a presença da Emater não foi uma simples escolha, mas condição.

Da preservação ambiental ao cuidado com a água e o solo, a adoção de boas práticas agrícolas, premissa básica da Emater do passado, presente e futuro, garante não apenas a qualidade de vida no campo como na cidade. Do combate ao êxodo rural ao abastecimento e segurança alimentar, a extensão rural está presente no dia a dia da população paranaense.

O serviço oficial de extensão rural do estado do Paraná está presente em todos os municípios. Com capilaridade bastante singular, na posição de agente público atua como gestor de desenvolvimento e um facilitador à implementação de políticas públicas e governamentais em áreas distintas do ambiente de governo, da habitação e alimentação escolar.

Rubens Ernesto Niederheitmann
Diretor-presidente do Instituto Emater

Convidadas a participar pela segunda vez do Anuário Brasileiro da Agricultura Familiar pela Editora Bota Amarela nove experiências, todas de caráter coletivo, ajudaram a compor o mesmo e são:.


Versão com o conteúdo do Paraná pode ser acessada pelo Link:


http://www.emater.pr.gov.br/arquivos/File/Comunicacao/Impressos/Outras/anuario_parana.pdf




Temas do Paraná na edição 2017



Edição 2018

Os parceiros já sinalizaram na continuidade das ações conjuntas que contribui para vulgarizar as ações e políticas públicas mostrando para o meio urbano e rural a importância econômica e social desse segmento do rural.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.