Pato Branco

07/12/2017

Emater encerra ciclo de eventos técnicos com produtores de leite no Sudoeste

A Emater da região de Pato Branco, através do Projeto Leite Sustentável Sudoeste, em parceria com a Prefeitura de Honório Serpa e Iapar, concluiu um ciclo de eventos de campo (dias de campo, visitas técnicas e cursos práticos) que nos últimos 12 meses permitiu colocar em prática várias ações programadas pelo Projeto.

As atividades foram desenvolvidas em duas propriedades referência, dos agricultores Ronaldo Rotini e Sebastião Norte, ambas de Honório Serpa. Durante o período, foram realizados 11 eventos com participação total de 548 pessoas e seu ponto alto foi o grande dia de campo promovido em setembro, quando estiveram presentes 170 pessoas.

Houve participação de um público bem variado: produtores de leite, jovens, estudantes, mulheres, técnicos, professores e autoridades, de 15 municípios da região de Pato Branco. Os eventos foram promovidos pela Emater, em parceria com a Prefeitura de Honório Serpa e o Iapar.

Os eventos levaram aos visitantes/participantes conhecimento sobre aspectos sociais, econômicos, produtivos e ambientais. Os produtores das Unidades de referência relataram com foi a evolução deles como agricultores, a conquista da terra e o sustento da família; a maneira como fazem a gestão do negócio e das pessoas (tarefas) e a discussão do futuro dos filhos e netos. Para produção de leite, os dois usam basicamente pastagem perene (Tifton e Capim Elefante Pioneiro) para alimentar os bovinos, porém em ambiente que oferece boas condições de conforto e bem estar (comida, água e sombra).  A produtividade é de 13 mil litros por hectare, com um rebanho médio de  45 vacas.

Quem são os produtores de referência visitados?
As propriedades visitadas tornaram-se referência para a Região porque seguem alguns princípios que definem uma unidade de referência na produção de Leite: concordância de adoção de tecnologias recomendadas, aceitar desafios e melhorar desempenho naquilo que há fraquezas na propriedade, permitir o acesso de outros produtores para aprendizagem, capacidade de comunicação e ser colaborador. As duas propriedades têm características semelhantes em diversos aspectos: são de agricultores familiares, assentados, têm propostas definidas para sucessão familiar e seus proprietários são líderes reconhecidos  na atividade leiteira no município.

Antes do início dos trabalhos sistematizados pela Emater e Prefeitura, nestas propriedades existiam limitações que atrapalhavam o bom desempenho do negócio: degradação das pastagens, baixa produtividade dos animais, problemas de fertilidade do solo e dos animais,  infraestrutura deficiente, desperdício dos dejetos bovinos (chorume) e preocupação com o futuro. No princípio do trabalho, foi definido um acordo entre a assistência técnica e os produtores para as principais ações visando melhoria da produtividade das pastagens perenes, aproveitamento integral dos dejetos bovinos na atividade e vacas no pasto dia e noite. 

No aspecto produtivo, houve grande evolução nos últimos cinco anos. Aspectos importantes melhorados nas propriedades: adequação de instalações, redução da erosão, diversificação de atividades, melhoria na fertilidade do solo e do rebanho, melhoria do manejo de categorias animais e dieta dos animais.

As propriedades estão inseridas na proposta do projeto Sustentável do Sudoeste do Paraná, cujo objetivo geral é: Promover o fortalecimento da cadeia produtiva do leite proporcionando o desenvolvimento econômico, social e ambiental e a ascensão profissional dos produtores de leite.

Fonte:
Roque Kirchner
Emater/Clevelândia
Gestor do projeto Leite Sudoeste
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.