Campo Mourão

12/06/2017

Produtores de Campo Mourão debatem manejo e conservação de solos e água

O solo e a água são dois fatores primordiais para o sucesso da agropecuária. Conciliar boas práticas em busca de altas produtividades com a sustentabilidade do setor é o desafio constante tanto para produtores, quanto para técnicos.  Na semana passada, no dia 8, o tema foi discutido durante o Seminário sobre Manejo e Conservação de Solos e Água, na Associação de Engenheiros Agrônomos de Campo Mourão.

Durante o seminário foram apresentados alguns dados que demonstram a degradação de solos que vem ocorrendo em todo o Paraná. Esse fato tem gerado não apenas conseqüências negativas para o meio ambiente, como também tem contribuído para elevar os custos de produção da agropecuária paranaense. Na oportunidade, os técnicos desafiaram os participantes a mudar esse panorama e viabilizar práticas alternativas de conservação de solos e água, já testados pela pesquisa. Também foi apresentado, na ocasião, o Programa Integrado de Conservação de Solos e Água do Paraná – Prosolo.  Concebido pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná, o programa tem o apoio da iniciativa privada e pretende promover a conservação do solo e da água, servindo de suporte ao produtor rural com ações de treinamento e pesquisa, definindo critérios técnicos de sistemas conservacionistas para redução de perdas de solo e água em solos, manejos, climas e cultivos regionais do Paraná.

João Luiz Ferri, produtor rural do município de Luiziana, relatou o sucesso do manejo adequado do solo e da água em sua propriedade. Ele destacou, especialmente, as práticas do plantio direto com qualidade e a rotação de culturas, adotados há mais de 20 anos, e que confirmam os resultados obtidos e apresentados pelos pesquisadores.

O seminário foi uma realização conjunta da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná, do Instituto Emater e da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Campo Mourão, com o apoio da Embrapa, do Iapar, do Sistema Faep / Senar, da Sanepar e da Coamo Agroindustrial Cooperativa.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.