Toledo

17/04/2017

Alimentação de inverno é o foco da assistência a criadores de gado leiteiro em Toledo

O município de Toledo é um dos principais produtores de leite da região Oeste do Estado. As 950 propriedades onde a bovinocultura de leite é uma das principais atividades produzem mais de 100 milhões de litros anualmente. Porém, muitos criadores ainda têm dificuldade para oferecer alimento durante todo o ano para o rebanho. Para enfrentar este e outros problemas da produção de leite, técnicos do Instituto Emater estão dando assistência a 300 agricultores familiares que lidam com a bovinocultura de leite na região de Toledo.

Segundo os extensionistas, toda orientação tem como ponto principal a otimização dos recursos para a produção sustentável de leite. Para suprir a falta de alimento, uma alternativa é oferecer alimentos conservados, silagem. De forma geral, todas as propriedades com produção de leite trabalham em algum nível com forrageiras conservadas. Tem destaque a silagem de milho, o feno e o pré-secado de grama, além de silagem de grama em alguns casos.

As boas práticas de produção e conservação de alimento têm impacto direto na produção de leite. Assim, o Instituto Emater vem orientando os produtores rurais para os cuidados com esses alimentos conservados durante dias de campo como os realizados em Ouro Preto, Km 41 e Linha Lageado Grande, na última semana.

Outra atividade de capacitação desses produtores é o Encontro de Bovinocultura de leite que será realizado na próxima terça-feira (18), a partir das 13:30 horas, no Centro de Eventos Ismael Sperafico. Especialistas da PUC-Toledo e da Unioeste/Marechal Candido Rondon vão falar sobre a qualidade da silagem, o cenário da produção e comercialização de feno e pré-secado. O evento é organizado pelo Instituto Emater.

Maiores infomações:
Zootecnista Diego Fernandes ou Luiz Faganello – Emater Toledo – fone: 45-3379-5000
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.