Segurança Alimentar e Nutricional

A Lei Federal 11.346/2006 define Segurança Alimentar e Nutricional – SAN – como “a ampliação das condições de acesso aos alimentos por meio da produção, do processamento, da industrialização, do armazenamento, da distribuição, da comercialização, do consumo de alimentos saudáveis, da utilização dos alimentos para fins biológicos e nutricionais, incluindo-se a água e as sementes, bem como a geração de emprego e redistribuição da renda, considerando a função social da terra”.

O trabalho do Instituto Emater contempla desde a orientação da produção e transformação de alimentos, o armazenamento e distribuição até ao consumidor final, a educação alimentar e o acesso às condições de produção garantindo a soberania alimentar. Esse trabalho em segurança alimentar e nutricional tem interface com os programas Pro Rural, Família Paranaense, Brasil Sem Miséria, Habitação Rural, entre outros.


Hortas para consumo familiar Horta em comunidade quilombola
Horta para consumo familiar Horta em comunidade quilombola


Dentro desse contexto, desenvolve ações no sentido de socializar e disseminar conceitos e práticas relacionadas à segurança alimentar e nutricional, tais como: 
  • implantar lavouras, criações, hortas e pomares para subsistência familiar;
  • orientar a produção de alimentos para geração e ampliação de renda;
  • participar nos Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional – CONSEAs – contribuindo para a implantação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN - no Paraná;
  • orientar as famílias rurais na melhoria da qualidade da água, no destino correto do lixo, das águas usadas e dos dejetos humanos e animais;
  • organizar mercados locais e ampliar o acesso aos mercados institucionais da agricultura familiar: Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Leite das Crianças, entre outros.

Recomendar esta página via e-mail: